A g o \ 17 E d i t i o n. Textos

Se aceitar é se entender…

A questão da auto aceitação anda em alta pela mídia. Vez ou outra encontramos casos assim em livros, séries ou novelas. É legal ver que cada vez mais uma parte da sociedade percebe que a auto estima não é apenas um luxo. É uma necessidade básica do ser humano.

Fazendo um paralelo com este cenário podemos também acender o sinal de alerta para o número de casos de depressão que de acordo com a OMS cresceu consideravelmente nos últimos anos. Cerca de 11,4% refere-se a aparência, auto estima ou felicidade.

De repente então nos vemos novamente na necessidade de falar sobre isso e ao invés de simplesmente se aceitar, passar a se entender. Auto estima está longe de ser apenas a imagem refletida no espelho. Passa por uma série de questões que atormentam muitas pessoas e que simplesmente são ignoradas por conta do tradicionalismo ou tabu.

A questão do próprio sexo está muitíssimo relacionada a auto estima, e por conta de preceitos religiosos ou culturais deixamos de discutir abertamente a respeito do tema. Outra questão interessante para se discutir e liberdade expressão que não só está dentro deste cenário mas que também passa a afetar nosso emocional.

O fato é que o primeiro passo para se aceitar e entender quem você é e o que quer para sua vida. O que te faz bem? O que te faz mal? Quais são seus sonhos? Seus medos? O que te incomoda? Reflita, pense com carinho e quando já tiver essas resposta, responda a última.

O que você pode fazer para mudar hoje?

Comece. Arrisque. Permita-se. Você pode.

No Comments

Leave a Reply